Cenário Econômico Dezembro 2022

Cenário Internacional

Economia

Em Janeiro, os dados econômicos dos EUA no último trimestre foram mais positivos do que o esperado, o que estimulou as apostas de que os aumentos de juros longos e a valorização do dólar americano possam ter atingido o seu pico.

Na Europa, o inverno quente reduziu os preços da energia, o que aliviou a pressão inflacionária e restrições de oferta, criando expectativas de uma recessão mais branda. Por fim, na China, a reabertura da economia foi mais rápida do que o previsto, o que gerou esperanças de uma maior recuperação econômica com impactos globais significativos sobre os preços das commodities.

Nos EUA, o relatório do PIB do 4º trimestre de 2022 indicou um crescimento real de 2,9% a.a., com um crescimento do consumo menor do que o esperado. Os dados também indicaram que a desaceleração do consumo de serviços sugere que a demanda está enfraquecendo. Os resultados de inflação continuaram convergindo a patamares mais baixos, com a inflação de 6,5% a.a. e o núcleo em 4%, enquanto a inflação de bens está colaborando para uma convergência mais rápida. Como resultado, o FED (1) decidiu reduzir o ritmo de subidas de juros para 0,25%, em linha com o esperado pelo mercado, continuando com uma política monetária em terreno contracionista.

Na Europa, os dados divulgados em janeiro indicam uma atividade mais resiliente do que a prevista anteriormente, com o PIB crescendo 0,1%. Nas principais economias, a leitura trimestral também foi melhor do que o esperado, com exceção da Alemanha. A inflação ao consumidor também recuou em dezembro, e os preços de energia foram os principais responsáveis por essa queda. A inflação recuou para 8,5% em janeiro e o índice excluindo-se energia, alimentos e tabaco (medida core) foi de 5,2%. Por outro lado, os dados da economia britânica mostraram um quarto trimestre fraco, com crescimento de 0,1% e baixos níveis de confiança da indústria e do consumidor, com a inflação ao consumidor recuando para 10,5% em dezembro e o mercado de trabalho segue robusto, com inflação de salários na casa dos 6%. Neste cenário, o ECB (2) deu a entender que haverá mais uma alta de 0,50%. em sua próxima reunião, deixando a porta aberta para mais altas.

Na China, houve a confirmação da desaceleração de atividade do ano de 2022. Até mesmo a população chinesa diminuiu pela primeira vez desde 1961. Os dados também trouxeram boas notícias, com números de produção industrial e vendas no varejo acima do esperado. O feriado de Ano Novo Lunar de 2023 registrou números de viagens em níveis anteriores a pandemia, enquanto as receitas de bilheteria de cinemas também se aproximaram dos valores de 2019. Isso dá a entender que o consumo vai ser o grande fator que impulsiona a atividade econômica neste ano, mas é difícil saber ao certo o tamanho desse impulso. Por um lado, o desemprego e a baixa confiança do setor privado continuam em seus piores momentos, enquanto a demanda por crédito das famílias também segue muito baixa. Por outro lado, as famílias acumularam grandes quantias de poupança durante os últimos três anos e a economia ainda está longe do seu potencial. A política monetária do Banco Central Chinês segue sem alterações e estimulando a economia através do seu balanço, mas é improvável que ocorra um processo inflacionário como o visto em outros países.

1 FED é o equivalente ao banco central EUA; 2 ECB – banco central europeu.

Dados do Cenário Internacional

No mês, a bolsa americana (1) rendeu 6,18%. Em doze meses, a perda acumulada foi de -9,72%. Na renda fixa, as taxas dos títulos de 5 anos americanos (3) foram de 4,00% a.a. para 3,61% a.a. com a taxa básica de juros (4) subindo mais 0,25%, para o intervalo de 4,25% a 4,75% a.a. Isto significa um ganho no mês nestes títulos de aproximadamente 1,8%. Doze meses atrás a taxa destes títulos estava em 1,61%, o que significa uma perda aproximada no período de -10%.

O dólar (5) se desvalorizou -1,37% frente as outras moedas desenvolvidas no mês e as moedas de países emergentes (6) se valorizaram em relação ao dólar 2,60%. Em doze meses a valorização do dólar chegou a 5,76% e as moedas dos países emergentes se desvalorizaram -1,9%.

1-S&P; 3-Treasures Duration 5 anos; 4-FED Funds; 5-Dollar Index; 6-MSCI EM Currency Index.

Cenário Brasil

Economia

O mês de Janeiro foi de fortes emoções no Brasil. O novo governo brasileiro foi marcado por ameaças fracassadas de ruptura institucional, com a invasão dos 3 poderes, e sinalizações de que a diretriz econômica seguiria a mesma do governo PT entre 2011 e 2015 (Dilma). Além disso, houve também ruídos com a postergação de isenção de impostos, aumento de impostos, a adoção de uma moeda comum na América Latina, fala sobre a independência do Banco Central e a indicação de uma meta de inflação mais alta do que a atual. Além do imbróglio das Lojas Americanas, que impactou o mercado de crédito de forma bastante negativa.

Os dados econômicos do Brasil indicam uma desaceleração da atividade, com a indústria em retração e serviços estacionados. No entanto, os dados do mercado de trabalho ainda mostram um forte ritmo de contratações, impulsionando a massa de renda habitual média. Embora se espere uma redução do crescimento para 2023 devido à política monetária, a perspectiva de safra recorde na agricultura também contribui para crescimento do PIB, ainda que menor que o de 2022.

A inflação mostrou uma tendência de queda, com a inflação dos núcleos convergindo para níveis mais baixos, mesmo depois do fim do período de redução de preços. No entanto, as expectativas ainda estão desacopladas, devido a incertezas relacionadas às políticas fiscais que serão adotadas pelo novo governo. Por um lado, a recomposição de receitas pode oferecer alívio no déficit primário para 2023, mas a possibilidade de aumentar a meta pressiona as expectativas e pode reduzir a credibilidade da política monetária, o que leva a um período mais longo de taxas de juros mais altas.

Na primeira reunião do ano, o Bacen manteve a taxa de juros em 13,75%, conforme esperado. Porém o comunicado do Bacen citou a preocupação com o fiscal como motivos para não baixar os juros ainda este ano o que gerou ruídos no governo, que fala em tentar mudar a meta de inflação que o Bacen tem que perseguir. A taxa de juros real das NTN-Bs de prazo mais longo voltou a superar 6,5%, algo visto anteriormente somente ao final do governo Dilma Rousseff, e que deve acentuar a tendência de esfriamento da economia brasileira esse ano.

1 Relatório Focus do Bacen; 2 Comitê de política monetária; 3 taxa Selic; 4 IPCA; 5 IPCA-15; 6 Caged mede o número de carteiras assinadas.

Dados do Cenário Nacional

O Ibovespa fechou o mês aos 113,4 mil pontos, alta de 3,37%. O índice de Small
Caps, que possui menos commodities e mais empresas ligadas ao mercado
doméstico, teve desempenho abaixo do Ibovespa, com alta de 2,89%. Em doze
meses o Ibovespa acumulou alta de 1,15% contra uma queda do Small Cap de –
15,49%.

Na renda fixa, o CDI teve rentabilidade no mês de 1,12%, os títulos pré-fixados
de 5 anos (2) tiveram perdas de -0,26%, e os títulos de inflação de 5 anos (3) tiveram ganhos de 0,79%. Os fundos de crédito (4) tiveram perdas de -2,24%. Em doze
meses, o CDI rendeu 12,81%, os pré-fixados de 5 anos renderam 4,11%, os títulos
de inflação de 5 anos ganhos de 7,90% e os fundos de crédito renderam 11,31%
(88,3% do CDI).

O Real (1) se valorizou em relação ao dólar 2,27%, terminando o mês em 5,09, vindo
de 5,22 no mês anterior. Em doze meses a valorização está em 4,82%, com o
câmbio a doze meses em 5,36.

Os fundos Imobiliários (5) tiveram perdas de -1,60% no mês, com ganhos de 1,62% em doze meses. Esta queda se deve a 2 fundos da mesma gestora que fazem parte do índice e caíram mais de 20% no mês de janeiro (TORD11 e VSLH11).

Os fundos multimercados brasileiros (6) tiveram uma ganho médio de 1,15% no mês (102% do CDI) com rendimento em doze meses de 13,54% (106% do CDI).

1- Ptax; 2- Anbima Idka Pre 5anos; 3- Anbima idka IPCA 5 anos; 4- JGP Idex CDI; 5- IFIX; 6- Anbima IHFA.

Cenário Econômico escrito por: Rogério Merhy – Gestor de Portfolio

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As informações contidas nesse material são de caráter meramente e exclusivamente informativo, não se tratando de qualquer recomendação de compra ou venda de qualquer ativo negociado nos mercados financeiro e de capitais. A VGR não sei responsabiliza pelas decisões de investimento tomadas com base nas informações contidas neste material. A VGR não comercializa nem distribui quotas de fundos de investimentos ou qualquer outro ativo financeiro. As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo. É fundamental a leitura do regulamento dos fundos antes de qualquer decisão de investimento. Rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. Para maiores informações sobre produtos, fale com um de nossos especialistas.